Pub

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Qualidade do Novas Oportunidades nunca foi avaliada

A avaliação externa do Novas Oportunidades não contempla uma aferição directa da qualidade da formação.

O jornal "Público" escreve que a avaliação externa do programa Novas Oportunidades não contemplou, até hoje, uma aferição directa da qualidade da formação ministrada no âmbito da iniciativa, que, em seis anos, permitiu a certificação de 520 mil pessoas com diplomas do 4º, 9º e 12º anos, confirmou ao jornal o investigador Joaquim Azevedo, um dos peritos que têm acompanhado o trabalho de avaliação iniciado em 2008.

Ontem, reagindo ao anúncio do líder do PSD, Pedro Passos Coelho, de que irá pedir uma auditoria externa ao programa, José Sócrates frisou que o programa já é avaliado; mas essa avaliação centra-se na percepção das pessoas que o frequentam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário