Pub

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Portugal e Alemanha vão trocar experiências sobre ensino profissional

O Ministro da Educação e Ciência de Portugal, Nuno Crato, e a Ministra da Educação e Investigação da Alemanha, Annette Schavan, assinaram no dia 5 de Novembro, em Berlim, um Memorando de Entendimento no âmbito do ensino profissional.

Reconhecendo o ensino e a formação profissional como fatores chave para o desenvolvimento socioeconómico, bem como o benefício mútuo do reforço da cooperação nesta área, os dois países acordaram:

  • Desenvolver ações que contribuam para um maior conhecimento recíproco e uma análise comparativa dos sistemas e das estruturas do ensino profissional em ambos os países, ao nível de currículos, requisitos de acesso, envolvimento e papel das empresas, requisitos exigidos aos formadores e partilha de boas práticas;
  • Incentivar a troca de informação sobre metodologias de trabalho e práticas, no quadro da orientação escolar e profissional, incluindo, se necessário, a realização de atividades de aprendizagem entre pares;
  • Promover ações para o intercâmbio de alunos do ensino profissional, profissionais educativos e representantes empresariais;
  • Criar um grupo de trabalho bilateral, composto por representantes dos dois países, com o intuito de coordenar, acompanhar e avaliar a implementação do Memorando de Entendimento.

Apesar do esforço e do investimento realizado, os níveis de qualificação real dos jovens portugueses, tanto no aspecto académico como profissional, podem e devem ser melhorados. A assinatura deste protocolo assume particular importância tendo em conta que Portugal necessita de técnicos de nível intermédio e outros profissionais para desenvolver a indústria, aumentar a produtividade e a competitividade e combater o desemprego.

O Governo português manifestou assim o seu interesse e empenho no desenvolvimento do sistema dual em todo o País, de forma sistemática, organizada e com elevada qualidade, procurando responder à necessidade de articulação entre as diferentes ofertas formativas e as necessidades dos jovens, da economia e do mercado de trabalho. Por outro lado, a ministra alemã destacou o interesse desta parceria para ambos os países, e o facto de esta vir complementar a cooperação já existente nas áreas da educação e ciência.

Tanto o ensino vocacional, em desenvolvimento através de uma experiência piloto em escolas de diversos pontos do Continente, como o ensino profissional, oferta já desenvolvida em todo o país, terão potencialmente a lucrar com o conhecimento da experiência alemã.

Com as naturais adaptações à nossa realidade e com a preocupação constante de permeabilidade entre ofertas, de forma a permitir aos jovens no ensino profissional a passagem ao ensino científico-humanístico e vice-versa, a troca de experiências com as escolas e empresas alemães será certamente enriquecedora para o sistema educativo português.

Com a assinatura deste Memorando de Entendimento é dado mais um passo na concretização de um dos objetivos do Programa do Governo, que prevê uma «grande aposta» no ensino técnico e na formação profissional, nomeadamente através de «um sistema de formação dual que articule a formação teórica das escolas profissionais com a formação prática nas empresas».

Nenhum comentário:

Postar um comentário