Pub

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Plataforma que facilita a autopublicação de originais

Foi esta semana apresentada a plataforma digital Escrytos que permite a qualquer falante de língua portuguesa a publicação e venda da uma obra escrita.

A plataforma entrou em funcionamento no dia 11 de Dezembro, disponibilizando gratuitamente um conjunto de serviços e ferramentas que permite a autopublicação.

Paralelamente, o utilizador pode escolher, mas pagando, várias outras ferramentas como revisão de texto ou um parecer editorial, antes da publicação.

Para publicar um "eBook", livro electrónico, através da Escrytos, basta o autor registar-se no site e "seguir as instruções, que lhe facilitarão todos os passos, incluindo a obtenção do ISBN (International Standard Book Number), e a possibilidade de converter o ficheiro 'word' no publicável formato ePuB".

O autor pode ainda "desenhar" a capa, escolhendo a partir de mais de oito mil tipologias apresentadas, ou optando por uma imagem sua.

Todas as ferramentas "são disponibilizadas de forma simples e gratuita, não necessitando saber de informática, basta ler e seguir os passos".

Os autores podem disponibilizar os eBooks a determinado preço ou gratuitamente. O autor receberá 25% do preço final, disse Isaías Teixeira.

A plataforma Escritos disponibiliza também um "conjunto de serviços que podem aprimorar o original, como pedir antecipadamente um parecer editorial, a revisão de texto, a possibilidade de criar um vídeo promocional do livro e um comunicado para a imprensa, disse Isaías Teixeira.

Todos estes "serviços que são uma mais-valia e têm um custo que o utilizador fica a saber na hora", acrescentou, dando como exemplo: "X horas de revisão custam Y, e pode ir-se pedindo conforme o livro evolui, não ultrapassando os 500 euros".

Prevê-se que, "haverá grande procura pelo mundo académico, com a possibilidade de edição de teses de mestrado e doutoramento".

Fonte: Económico

Nenhum comentário:

Postar um comentário