Pub

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Vamos conhecer melhor a CloudPT (2)

A noticia do momento em Portugal é o lançamento da CloudPT. Com apenas alguns dias de lançamento este serviço de alojamento de ficheiros da PT está a revelar-se um verdadeiro caso de sucesso e a maioria dos utilizadores está agradada com o que este tem para oferecer.

Para além do acesso via browser, a PT disponibiliza já a maioria dos clientes para os sistemas operativos, quer sejam eles móveis ou de desktop. Depois da disponibilização e apresentação da versão para Mac OS, é chegada a vez da apresentação do cliente para Windows.


O cliente para Windows, à semelhança dos restantes, é a forma de termos acesso à CloudPT sem termos de estar a recorrer ao browser. Podem adicionar ficheiros, simplesmente arrastando-os para a pasta da CloudPT e estes são de imediato sincronizados.

Este cliente para Windows é também a forma de os utilizadores conseguirem fazerem o envio de ficheiros superiores a 350MB, limitação que o browser e os clientes móveis têm.

Depois de descarregada e instalada a versão para Windows, o cliente CloudPT requer que definam um nome para a máquina onde está a ser executado.

Ao avançarem com o processo é aberta uma janela do browser definido no sistema onde devem autorizar o cliente.


Depois dessa autorização é mostrada uma mensagem de sucesso e a CloudPT começa de imediato a sincronizar os vossos ficheiros com o disco local, na pasta indicada por omissão.

Podem nessa janela aceder directamente à vossa pasta CloudPT e começar a adicionar os ficheiros que pretendem ter no cloud.


O acesso à pasta e às definições da CloudPT é feita através do ícone que a aplicação tem na área de notificação do Windows. Aí pode aceder a informação sobre o espaço ocupado, à vossa pasta CloudPT ou à interface Web de gestão do serviço.

Podem também parar ou pausar a sincronização de ficheiros e aceder à definições do cliente Windows da CloudPT.


A gestão dos ficheiros no vosso computador é feita da mesma forma que o fazem com outros quaisquer ficheiros. Basta largar os ficheiros dentro da pasta do serviço e eles são automaticamente sincronizados com a CloudPT.

O processo inverso também acontece e todos os ficheiros que forem adicionados à CloudPT por outros clientes ou pela interface Web são de imediato sincronizados com o vosso computador.



As definições que esta versão do cliente tem são em tudo idênticas às que podemos encontrar na versão Mac OS. São 3 separadores em que podemos mudar as configurações.

No primeiro temos as definições gerais, onde podemos indicar que pretendemos que o cliente arranque no inicio do Windows, se queremos ou não a apresentação dos alertas no desktop ou se pretendem a utilização dos ícones de cor ou preto e branco.

No segundo separador podem terminar a associação deste cliente à vossa conta cloudPT. O último separador permite que alterem a pasta de sincronização no vosso Windows.

Com a disponibilização do cliente para Windows a PT fica apenas com obrigação de colocar acessível a versão Linux. Os trabalhos ainda decorrem e dentro de poucos dias é esperada uma versão.

Cada vez mais, e num curto espaço de tempo a PT disponibilizou um serviço de qualidade com a vantagem de apresentar logo no seu lançamento suporte para a maioria dos sistemas operativos, móveis e de desktop. Esta é mais uma das razões do sucesso que a cloudPT está a ter.

Fonte: Pplware

Nenhum comentário:

Postar um comentário