Pub

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Um saldo positivo de 0,81: Algumas conclusões a propósito

"Deputada do PS detida por conduzir com 2,41 g de álcool por litro de sangue"


Sim. Não devia. Sim. É mau exemplo e tal!...
Vai ser castigada por isso como qualquer outro cidadão nas mesmas circunstâncias.
Mas eu cá não gosto de moralismos. E quem sou eu para atirar pedras.
O meu ponto é outro. 2,41?
E conseguia estar de pé?
Fico entre a admiração e a inveja.
É d´homem!

Se falar, não beba.

A semana do PS em números:
  • Intenções de voto: -1.6%
  • Taxa de alcoolemia: +2.41
Uma volta pelas redes sociais sobre o caso "2,41" e chego à conclusão 
que afinal vivemos num país de abstémios.

Pires de Lima quer saber o que esteve na origem dos 2,41.

Leio críticas e pedidos de demissão à deputada.
Afinal há mais gente com vidas pouco interessantes do que eu imaginava.

Perguntas importantes: a deputada ia de Clio?

Acabou o mito: os deputados não têm motoristas. Alguns deviam ter.

Espero que não haja aproveitamento político do episódio "2,41". Seria inacreditável que os socialistas agora gozassem com as "meninas" que se sentam na bancada do meu partido.

Respeito:
A próxima vez que Glória Araújo falar no plenário o país vai ouvir com atenção.

Fonte: 31 da Armada

Nenhum comentário:

Postar um comentário