Pub

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Listas do Desassossego: Falar de Bola


Em Portugal o futebol continua ser rei. Continua a ser também o meio onde há mais reis, já que toda a gente fala sobre futebol. Aqui vão algumas notas sobre esses iluminados do terreno de jogo, que muita gente trata por paineleiros, de forma a se conhecer melhor estas personagens.

1) Fernando Seara – ao que parece também é do mundo da política, mas o seu traço mais importante prende-se com o facto de falar sempre a olhar para a câmara, como se fosse amigo dos telespectadores. Também é famoso por usar o falsete como forma de argumentação;

2) Rui Oliveira e Costa – simpático, mas com tendência a repetir as mesmas frases duas e três vezes seguidas, com pausas dramáticas entre elas, porquê? Ninguém sabe. De referir que os seus antecessores foram Jorge Gabriel e Sérgio Godinho, fáceis de substituir, portanto;

3) Luís Freitas Lobo – sabe tudo sobre futebol e conhece todos os jogadores do Mundo, até os das Distritais do Nepal, e nem sequer joga Football Manager;

4) Carlos Daniel – tem uma memória futebolística enciclopédica, lembra-se dos jogadores do Câmara de Lobos de 79, e o Câmara de Lobos só teve jogadores em 80:

5) Pedro Henriques – o exemplo que um defesa esquerdo mediano de um grande, dá um bom comentador desportivo;

6) Rui Santos – há tanto por onde pegar que é melhor deixar à vontade de cada um, mas dou uma ajuda: o cabelo, os fatos, os óculos, os gráficos, o tom monocórdico, as perguntas retóricas, etc.;

7) Miguel Guedes – o exemplo de que um vocalista de uma banda do Porto, tem de ser adepto do F.C. do Porto e dá um “painelereiro” educado e civilizado. Os Super-Dragões acham-no pouco interessante…;

8) Tomaz Morais – antigo selecionador de Rugby fala sobre futebol, qualquer dia será o selecionador de Golfe, a bola sempre é uma bola;

9) João Gobern – até Jabba the Hutt fala sobre o futebol português;

10) Pedro Ribeiro – da mesma escola de Fernando Seara, gosta de falar a olhar para a câmara, hábito que lhe surge dos tempos do Curto Circuito, ou então da Rádio, não sei bem;

11) Eduardo Barroso – passa o programa a falar dos filhos que lhe mandam sms com comentários sobre os jogos e dos netos que leva a passear aos camarotes de Alvalade, sobre futebol…;

12) Nuno Madureira – está contratualmente proibido de demonstrar emoções;

13) Dias Ferreira – será sempre conhecido pelo homem que trouxe Paulo Futre para o mundo do humor;

14) Manuel Serrão – tenta dominar a arte da ironia, característica do F.C. Porto, ainda não se percebeu que nada mais é que um billboard XXL da Gant.

Fonte: Aristocratas

Nenhum comentário:

Postar um comentário