Pub

quarta-feira, 20 de março de 2013

Neste dia... na História!...

Gás sarin no metro de Tóquio
20 de março 1995


No momento de maior afluência de viajantes no metro de Tóquio, membros da organização religiosa Aum Shinrikyo libertam o gás letal sarin na estação de Kasumigaseki.
Os terroristas ingeriram um antídoto contra o sarin e escaparam, enquanto os viajantes, asfixiados, tentavam aceder às saídas. O resultado foi de doze vítimas mortais e mais de 5.000 intoxicados que deram entrada nos hospitais de Tóquio, muitos deles em estado de coma.
Após o ataque e a reivindicação do atentado, a polícia japonesa assaltou a sede de Aum Shinrikyo e prendeu centenas de membros, incluindo o seu líder, o mestre Shoko Asahara.
A seita, cujo culto mistura ioga, budismo e cristianismo apocalíptico, já se encontrava sob suspeita desde outro ataque com gás sarin em 1994 que acabou com a vida de sete pessoas, assim como pelo assassínio de vários opositores políticos.


Morre Isaac Newton
20 de março de 1728


A 20 de março de 1728 morreu Isaac Newton, físico e inventor inglês. Era um jovem silencioso e pensativo que ingressou na Universidade para estudar os princípios da Filosofia aristotélica, embora, em 1663, tenha surgido o interesse pelas questões relativas à investigação experimental da Natureza.
Desde finais de 1664, trabalhou intensamente em diversos problemas matemáticos, tendo abordado o teorema do binómio com base em trabalhos de John Walls. O período de 1665-1666 foi muito fértil em termos de descobrimentos, entre os quais se destaca a Lei do inverso do quadrado da gravitação ou o desenvolvimento das bases da Mecânica clássica.
Em 1679 inventa e comprova a Lei da Gravitação Universal e estabelece a compatibilidade entre a sua lei e as de Kepler sobre os movimentos planetários, publica os seus trabalhos de Mecânica e as suas famosas obras "Philosophiae naturalis principia mathematíca. Livros que explicam os fundamentos da Física e da Astronomia.
Newton elaborou igualmente um esquema matemático no texto da Bíblia, analisando cada linha até encontrar dados surpreendentes e previsões no texto. Frequentemente, é considerado o maior cientista de todos os tempos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário