Pub

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Neste dia... na História!...

Nova Constituição japonesa após a guerra
3 de maio 1947


Entra em vigor a Constituição japonesa do pós-guerra. Em vez de reclamar danos e prejuízos ao Japão após a Segunda Guerra Mundial, os Estados Unidos injectaram dois mil milhões de dólares na economia nipónica.
Com a esperança de salvar o país da ameaça comunista, as autoridades americanas da ocupação trabalharam dia e noite na reconstrução do país de acordo com o modelo norte-americano. Quando o governo japonês se mostrou incapaz de redigir uma constituição aceitável, o Comandante-Chefe Douglas MacArthur ordenou à sua jovem equipa que redigisse um documento.
Os oficiais japoneses aceitaram a minuta norte-americana com algumas pequenas correcções. A Constituição proporcionava sufrágio universal, retirava do poder o Imperador Hirohito deixando-o como uma figura simbólica, elaborava uma Declaração de Direitos, abolia a nobreza e proibia o Japão de declarar e combater noutra guerra.


Primeiro voo comercial
3 de maio de 1919


No dia 3 de maio de 1919 realizou-se o primeiro voo americano de passageiros, cujo trajeto foi Nova Iorque - Atlantic City. Em apenas 40 minutos, os passageiros chegaram ao seu destino, em oposição às três horas que durava a viagem de carro.
Tanto nos Estados Unidos, como na Europa, diversas companhias aéreas compraram aviões que tinham sido utilizados anteriormente na Primeira Guerra Mundial pelo setor militar e começaram a usá-los para transportar carga e passageiros.
Durante o período de paz, entre as duas Grandes Guerras, a aviação viveu a sua época de ouro, desenvolvendo de forma espetacular a tecnologia e o design para os aviões comerciais. As mudanças mais significativas foram a substituição da madeira por metal, de forma generalizada, e os motores que tiveram um grande aumento de potência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário