Pub

quinta-feira, 9 de maio de 2013

Neste dia... na História!...

Encontrado o cadáver de Aldo Moro
9 de maio 1978


O ex primeiro-ministro italiano Aldo Moro, sequestrado pelas Brigadas Vermelhas, é encontrado morto em Roma. Aldo Moro, considerado o político democrata-cristão mais capaz depois da Segunda Guerra Mundial, foi Presidente da República durante cinco mandatos e levou a cabo reformas importantes no país. Considerado o candidato favorito para as eleições que deveriam celebrar-se em Dezembro de 1978, dias depois de assinar a participação do partido comunista na coligação do governo, Moro foi sequestrado a 16 de Março pelos membros das Brigadas Vermelhas. O grupo terrorista pedia a troca do ex primeiro-ministro por 15 companheiros que se encontravam a meio de um julgamento em Turim. O governo italiano chefiado por Giulio Andreotti rejeitou a negociação com o grupo terrorista e, após 54 dias de reclusão, no dia 9 de Maio de 1978 o corpo sem vida de Aldo Moro repleto de balas foi encontrado no assento de trás de um carro no centro de Roma.
Publica-se a primeira parte de D. Quixote de la Mancha
9 de maio de 1605


No dia 9 de maio de 1605, o escritor espanhol Miguel de Cervantes Saavedra publicou a primeira parte de "O Engenhoso Fidalgo D. Quixote de la Mancha". Em 1615 editou a segunda parte: "O Engenhoso Cavaleiro D. Quixote de la Mancha".
A maioria dos críticos literários considera-a uma obra de arte, visto que o protagonista, D. Quixote, é uma personagem atípica, cavaleiresca e cortês, mas com um toque de loucura que desmistifica as personagens literárias da sua época. O livro está escrito com uma pitada de humor e é considerado o primeiro romance moderno da história.
"D. Quixote" é uma das obras mais destacadas da literatura universal e é um dos livros mais traduzidos no mundo inteiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário