Pub

quinta-feira, 14 de março de 2013

Neste dia... na História!...

Nasce Einstein
14 de Março 1879


O físico Albert Einstein nasce em Ulm, Alemanha. As suas teorias da relatividade especial e geral alteraram drasticamente a visão do Universo por parte da Humanidade e a sua obra sobre a teoria de partículas e da energia ajudou a tornar possível, em primeiro lugar, a mecânica quântica, e em segundo lugar, a bomba atómica.
Lamentou profundamente o uso da bomba atómica nas cidades japonesas de Hiroshima e Nagasaki e transformou-se num defensor do controlo internacional da tecnologia nuclear. A teoria da relatividade de Albert Einstein negou a existência do tempo e do espaço absolutos, e a teoria geral levou a um novo conceito da gravidade.
Posteriormente tentou uma teoria unificadora da gravidade, fenómenos subatómico e electromagnetismo, mas não o conseguiu. As suas descobertas prévias já lhe tinham proporcionado um lugar entre as mentes mais criativas da História. Morreu nos Estados Unidos em 1955.


Falece Karl Marx, pai do Socialismo científico
14 de março de 1883


Karl Heinrich Marx, filósofo, intelectual e militante comunista alemão de origem judaica, faleceu a 14 de março de 1883, em Londres. Juntamente com Friedrich Engels, foi o "pai" do Socialismo científico, assim como do Marxismo. As suas obras mais conhecidas são "Manifesto do Partido Comunista" (em parceria com Engels) e "O Capital", a que se juntam obras como "A Questão Judaica" de 1843 ou "A Miséria da Filosofia" de 1847.
Marx nasceu no seio de uma família de classe média, em Treveris, na Prússia, embora se tenha mudado para Bona e Berlim para estudar na universidade, onde revelou o seu interesse pelos ideais filosóficos de Hegel. Mais tarde, em 1843, Marx casou com Jenny von Westphalen, no mesmo ano em que se mudou para Paris, onde escreveu para jornais radicais. Na capital francesa, Marx também escreveu uma série de livros, tendo Engels participado em alguns deles.
Em 1845, Karl Marx foi exilado em Bruxelas e, quatro anos depois, mudou-se para Londres com a esposa e os filhos. Na capital britânica formulou as suas teorias sobre a natureza da sociedade e como poderia melhorar. Foi nesse momento que o pensador se transformou numa figura de destaque da primavera internacional.
As suas ideias defendem o avanço da sociedade através da luta de classes. Marx foi um declarado crítico do capitalismo, que definia como "a ditadura da burguesia". Por isso, foi um claro defensor do socialismo e da "ditadura do proletariado", argumentando que as pessoas mais desfavorecidas deviam unir-se numa ação revolucionária organizada para acabar com o capitalismo e obter uma mudança socioeconómica.
Foi só depois da sua morte, em 1883, que as ideias de Marx influenciaram grandemente os movimentos socialistas. Aliás, foi assim que os Governos revolucionários socialistas chegaram ao poder em vários países, durante o século XX, como por exemplo, na União Soviética em 1922 ou na República Popular da China em 1949. Marx é considerado uma das pessoas mais influentes na História da Humanidade, assim como um dos principais ideólogos da ciência social moderna.

Nenhum comentário:

Postar um comentário