Pub

terça-feira, 7 de junho de 2011

Fim das dúvidas, princípio da dívida...



No Domingo acabaram as dúvidas sobre o governo que vamos ter, mas neste momento estamos novamente nos braços da dívida.
Com a saída de Sócrates da cena política já existe um sentimento de orfandade na blogosfera!
Agora vai ser complicado encontrar outra figura, tais eram as suas qualidades e de tal modo se punha a jeito.
Tinha amigos politicamente esquisitos, era prepotente, autoritário, narcisista, defendia tudo o que era causa fracturante, subiu na vida por pertencer ao partido, mentia, desprezava os adversários e subjugava os membros do seu partido como se fosse um autêntico ditador.
Em suma, Sócrates era um animal político feroz, mas foi apanhado!
O final é sempre o mesmo: o país sobrevive (com algumas feridas) e estes políticos passam à história, deixando atrás de si um rasto de destruição... que cabe a nós todos reparar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário